quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Florença e os Macchiaioli

"La rotonda di Palmieri" (1866), Giovanni Fattori
Florença é conhecida no mundo inteiro por ser o berço do Renascimento, por ser um verdadeiro museu à céu aberto. Mas Florença não é somente Michelangelo, Leonardo, Brunelleschi e Botticelli... Em meados do século XIX, nasce em Florença um movimento artistico chamado os Macchiaioli (em português manchistas). 

Os Macchiaioli eram um grupo de pintores italianos ativos na Toscana entre as décadas de 1850 e 1860. Os membros principais do grupo são Telemaco Signorini, Giovanni Fattori e Silvestro Lega, entre outros. Os Macchiaioli abandonaram os temas históricos e mitológicos da pintura neoclássica e as grandes emoções das paisagens pintadas pelos românticos. Eles preferiam representar cenas da vida diária, da vida quotidiana.

O grupo se reunia regularmente no Caffè Michelangelo em Florença e na mesma cidade, na Exposição Nacional de 1861, foram expostas as primeiras pinturas Macchiaioli. Na verdade o termo Macchiaioli foi cunhado pelos jornalistas da "Gazzetta del Popolo" somente no ano seguinte, que os definiram de forma depreceativa com referência à sua técnica profundamente anti-acadêmica.  

De fato, para os Macchiaioli, a cor é mais importante do que o desenho que é representado por "macchia" (manchas feitas com movimentos curtos). Os contornos são esfumados. O volume e as formas são esculpidos pela luz e sombra. Desta forma, os Macchiaioli tentam reproduzir a realidade como ela parece num rápido piscar de olhos.  Os Macchiaioli buscavam traduzir o real através de um conjunto de manchas de cor e claro-escuro.

Il campo italiano alla battaglia di Magenta, 1862 - Florença, Galleria d'Arte Moderna di Palazzo Pitti
Para os Macchiaioli a arte também é um compromisso civil. Muitos deles participaram das guerras de independência italiana ou representaram episódios civis, apoiando a sua predileção pelos tons humildes e anti-celebrativos. Il campo italiano dopo la bataglia di Magenta (O Campo italiano após a batalha de Magenta), de Giovanni Fattori é o primeiro quadro italiano que representou um evento de história contemporânea. Outros temas preferidos por estes artistas  são os retratos e as paisagens, especialmente as marinhas. 

Banho penal em Portoferraio - Telemaco Signori

O florentino Telemaco Signorini está entre os primeiros a ter interesse para os aspectos mais humildes da realidade, como prisões e hospitais psiquiátricos. 

Il canto di uno stornello - Silvestro Lega

Silvestro Lega propõe um mundo burguês, íntimo e doméstico, que parece ter sido esquecido pela história. Recorrente em suas pinturas é a figura feminina, muitas vezes retratadas com passatempos. 

Faz parte também do grupo o escultor florentino Adriano Cecioni que escolhe temas humildes para as suas estátuas.

Federico Zandomenghi - Retrato de Diego Martelli com gorro vermelho, 1879

Diego Martelli é considerado um macchiaioli  teórico, foi um critico de arte e amigo dos pricipais exponentes desta corrente. A sua casa em Castiglioncello se transformou num verdadeiro atelier onde se reuniam os grandes representantes do Macchiaioli. O movimento dos Macchiaioli é considerado a expressão pictórica do naturalismo e realismo, movimentos culturais do século XIX que se esforçaram para representar o mundo através de uma forma realista. 

Incompreendidos pela cultura oficial do seu tempo, os Macchiaioli foram  reavaliados no século XX, principalmente pelo uso inovador da cor e para muitos estudiosos eles são considerados os precursores dos impressionistas.

A pergunta que não quer calar: A onde ver as obras do Macchiolli em Florença? Na Galeria de Arte Moderna, localizada no Palazzo Pitti.


Marcadores

Acampamento no deserto Acordos Internacionais Arezzo Arqueologia Arte Assistencia Bagno Vignoni Bate-Papo com o Leitor Beato Angelico Berlim Brasil Brasileiros no Mundo Brunello Calábria Campanhas Campania Cantinho da Fada Peregrina Capela Sistina Cappella Brancacci Caravaggio Caserta Casertavecchia Chianciano Chianti Cinema Consulados Conversa fiada Corredor Vasariano Cortona Curiosidades Dante Datas Comemorativas Desvendando Florença Dicas de Viagem Dirigir na Italia Donatello Educaçao Enogastronomia Enquetes e entrevistas Esporte Estudar na Italia Eventos Fez Fique de olho Firenze Florença Galeria de arte moderna Ghirlandaio Giotto Governo Italiano Grandes Pensadores Guia de Turismo Guia Florença Hoteis em Florença Humor Igrejas Imigraçao Inferno Dan Brown Informatica Italia Jubileu Lavoro Legislação Italiana Leonardo da Vinci Livros Lucca Macchiaioli Mae Marrakech Marrocos Matrimonio Medici Memes Mercadinho de Natal Meus Rabiscos Michelangelo Milão Moda Montalcino Montecatini Montefalco Montepulciano Mugello Mulher Brasileira Multas Museu Davanzati Museu de São Marcos Museus Napoli Natal Nobile de Montepulciano Noticias Outlet Paestum Palazzo Pitti Palazzo Vecchio Palermo Palio Para relaxar Parceiros Patente italiana Permessos vistos e Cidadania Piazza della Signoria Piazzale Michelangelo Pienza Pisa Politicas Prostituiçao Puglia Rafael Sanzio Receitas Recursos Humanos Reis Magos Roma Sabores da Italia Salvatore Ferragamo San Gimignano San Marino San Quirico San Vivaldo Sandro Botticelli Santa Croce Santos São Francisco São Lorenzo Sardegna Saude Scaperia Sicilia Siena Sobre mim Soltando os bichos TAX FREE Teatro Romano Torre de Pisa Torres Toscana Transporte Trenitalia Truffa Turismo TV Uffizi Umbria Università Val d'Orcia Valle D' Aosta Vasari Vaticano Veneza Vesuvio Viagem Vida a dois - Vita di coppia Videos Ville Medicee Vinhos Volterra
Noticias da Bota. Imagens de tema por Storman. Tecnologia do Blogger.