sexta-feira, 5 de agosto de 2016

O que comer na Sicilia


A culinária siciliana é um cruzamento de muitas tradições. Os pratos são preparados com ingredientes provenientes tanto do mar quanto da terra, mas a base da cozinha siciliana indiscutivelmente é o peixe. O peixe é utilizado principalmente no "secondo piatto" mas também como ingrediente dos diversos molhos e sopas. Um lugar de honra é reservado para as verduras e os legumes que são preparados religiosamente com receitas locais. De grande importância são as azeitonas, alcaparras, ervas selvagens, limões e laranjas. É muito comum encontrar tanto os limões, quanto as laranjas nas saladas. 

Os doces juntamente com os famosos sorvetes de frutas, canelas, pistache, creme são um triunfo da cozinha siciliana. 

Antipasto com frutos do mar (Entrada):

O antipasto mais comum é aquele feito com frutos do mar. É um prato feito com camarão, polvo, mexilhões e mariscos temperados com limão, azeite, sal e pimenta do reino.

Existem uma infinidades de pratos na Sicília. Vou listar apenas aqueles mais famosos, que geralmente se encontra em todo restaurante siciliano.

Pasta al nero di seppia



É um prato típico da tradição culinária calabresa e siciliana. O espaghete é feito usando o líquido preto retirado da sépia, que por sua natureza é seus meios de defesa. Este líquido, combinado com outros ingredientes simples, permite obter um molho preto particularmente perfumado, com sabor inconfundível e que lembra o cheiro do mar. Ás vezes é adicionado na receita um pouco de ricota salgada.

Pasta con le sarde (massa com sardinhas):



Ingredientes: Maccheroncini, sardinhas e finocchietto selvatico (uma espécie de erva-doce selvagem). Trata-se de um prato que é encontrado principalmente entre os meses de março a setembro, época em que se encontra nos mercados as sardinhas frescas e é possível colher o finocchietto selvagem nos campos sicilianos.

Pasta alla norma: 



São massas  feitas com molho picante de tomate, beringela frita, manjericão e ricota salgada ralada. A Pasta alla Norma é originária da cidade de Catania.

Cuscuz alla trapanese:



Especialidade de origem árabe a base de grãos de semola ou de uma farinha especial feita de peixe, cozida ao vapor e temperada com uma sopa de peixe, frutos do mar e crustáceos. É um dos pratos em que a culinária do norte da Africa influenciou a gastronomia siciliana.

Caponata:



É um conjunto de vegetais fritos (principalmente beringelas), temperados com molho de tomate, aipo, cebola, azeitonas e alcaparras e molho agridoce. Há muitas variações, dependendo dos ingredientes e da cidade onde é preparada. As receitas "clássicas" feitas em toda a ilha são mais de trinta.

Arancine: 



São uma espécie de bolinhos empanados e fritos feitos de arroz e recheados geralmente com molho de carne moída, funghi, ervilhas, mozzarela e presunto. Recebem o nome de Arancine por causa da sua forma que lembra uma laranja, em italiano "arancia".

Sarde a beccafico:



Especialidade parlemitana constituída de sardinhas empanadas e fritas com recheio feito com pinoli, canela, uva sultanina e acciuga (alice). A origem do nome é que as sardinhas, uma vez servida no prato parecem com os beccafico. Os beccafichi são as aves que eram especialmente apreciadas pelos aristocratas da Sicília e eram servidas com as penas do rabo viradas para cima.

Panino con la milza (em siciliano pani c'a meusa):



É o campeão absoluto do Streed Food siciliano. Tradição exclusiva de Palermo é um sanduíche feito com baço e pulmão de vitelo que são cozidos e depois fritos. O sabor é forte e não deixa espaço para meio termo, ou você ama, ou você odeia. É fácil de encontrar principalmente nas mediações dos mercados históricos de Palermo.

Peixes:



Para os apaixonados por peixes, não deixe de provar a tagliata di tonno (atum). Os melhores que eu provei foram nos restaurantes na zona de Trapani. O filé de peixe espada grelhado também é delicioso.

Os doces e os sorvetes sicilianos, ficarão para o próximo post!

Buon apetito!




Marcadores

Acampamento no deserto Acordos Internacionais Arezzo Arqueologia Arte Assistencia Bagno Vignoni Bate-Papo com o Leitor Beato Angelico Berlim Brasil Brasileiros no Mundo Brunello Calábria Campanhas Campania Cantinho da Fada Peregrina Capela Sistina Cappella Brancacci Caravaggio Caserta Casertavecchia Chianciano Chianti Cinema Consulados Conversa fiada Corredor Vasariano Cortona Curiosidades Dante Datas Comemorativas Desvendando Florença Dicas de Viagem Dirigir na Italia Donatello Educaçao Enogastronomia Enquetes e entrevistas Esporte Estudar na Italia Eventos Fez Fique de olho Firenze Florença Galeria de arte moderna Ghirlandaio Giotto Governo Italiano Grandes Pensadores Guia de Turismo Guia Florença Hoteis em Florença Humor Igrejas Imigraçao Inferno Dan Brown Informatica Italia Jubileu Lavoro Legislação Italiana Leonardo da Vinci Livros Lucca Macchiaioli Mae Marrakech Marrocos Matrimonio Medici Memes Mercadinho de Natal Meus Rabiscos Michelangelo Milão Moda Montalcino Montecatini Montefalco Montepulciano Mugello Mulher Brasileira Multas Museu Davanzati Museu de São Marcos Museus Napoli Natal Nobile de Montepulciano Noticias Outlet Paestum Palazzo Pitti Palazzo Vecchio Palermo Palio Para relaxar Parceiros Patente italiana Permessos vistos e Cidadania Piazza della Signoria Piazzale Michelangelo Pienza Pisa Politicas Prostituiçao Puglia Rafael Sanzio Receitas Recursos Humanos Reis Magos Roma Sabores da Italia Salvatore Ferragamo San Gimignano San Marino San Quirico San Vivaldo Sandro Botticelli Santa Croce Santos São Francisco São Lorenzo Sardegna Saude Scaperia Sicilia Siena Sobre mim Soltando os bichos TAX FREE Teatro Romano Torre de Pisa Torres Toscana Transporte Trenitalia Truffa Turismo TV Uffizi Umbria Università Val d'Orcia Valle D' Aosta Vasari Vaticano Veneza Vesuvio Viagem Vida a dois - Vita di coppia Videos Ville Medicee Vinhos Volterra
Noticias da Bota. Imagens de tema por Storman. Tecnologia do Blogger.