domingo, 25 de maio de 2014

A Galeria Uffizi em Florença

A Galeria Uffizi foi o primeiro museu europeu montado para servir a propósto que não era apenas - ou ao menos em essência - privados. Quando o núcleo original da coleção tomou forma, o grande palácio destinado a abrigá-la e a dar-lhe forma já existia. Cosimo I de' Medici (1519-1574), que se tornou o primeiro grão-duque da Toscana em 1569, encarregou a construção do palácio Giorgio Vasari (1511-1574). O palácio foi originalmente planejado para abrigar os gabinetes administrativos do novo grão-ducado. 

De arquitetura elegante porém severamente oficial, os Uffizi dispõe-se como uma ferradura em torno de seu pátio e situa-se entre o Rio Arno e a Piazza della Signoria, o centro administrativo, político e civil de Florença. No andar térreo há uma colunata aperta com grandes portas entralhadas que conduzem a vários gabinetes. Acima dessa colunata erguem-se dois andares. Desde do começo, os Medici usavam o andar superior mais para lazer do que para as funções burocráticas. As arejadas varandas proporcionam vistas extraordinárias: ao sul, o Rio Arno e as colinas dominadas pelo Palazzo Pitti, a Fortaleza do Belvedere e a igreja de San Miniato al Monte; ao norte a praça, com vista da torre do Palazzo Vecchio e da cúpula de Santa Maria del Fiore. 

A idéia de combinar a soberba coleção de arte dos Medici com essas deslumbrantes vistas da natureza e da vida da cidade foi estimulante e inovadora, mas coube a um outro governanteãoutro arquiteto levá-la adiante: Francesco (1541-1587), filho de Cosimo que reuniu uma refinada coleção, e Bernado Buontalenti (1536-1508), maneirista versátil e técnico brilhante capaz de dar formas às fantasias do seu patrão.

A Tribuna da Galeria dos Uffizi
A colaboração entre eles resultou no núcleo da futura galeria, na grande sala octagonal chamada de tribuna e nas salas da ala leste do quarto andar do palácio. Entre todas as salas, a Tribuna era a verdadeira jóia do museu. A decoração da sala tinha um complexo significado cosmológico:  o desenho dos pisos de mármore era uma alusão à terra; o tecido vermelho que cobria as paredes era uma alusão ao fogo; a abóboda octogonal, incrustada com madrepérola e coroada por uma rosa dos ventos, presentava a água e o ar. O símbolo da familia Medici estavam espalhados por todas as partes, indicando que a dinastia reinante, responsável pela imponente coleção era proeminente na ordem cósmica.

Os corredores eram margeados por antigas esculturas romanas que ainda hoje constituem ma das mais importantes coleções do museu.

O primeiro corredor, decorado com esculturas antigas romanas

O Museu sobreviveu quase incólume aos confiscos do período napoleônico e aos saques da segunda guerra mundial. Hoje a Galeria exibe esculturas antigas ao longo das grandes escadaria e nos corredores e possui mais de 45 salas dedicadas à pintura dos séculos XIII ao XIX. Essas obras são divididas por escolas, de acordo com a reorganização feita depois da segunda guerra mundial. Outras peças estão dispostas no Corredor Vasariano, aréa que infelizmente nem sempre está aberta ao público. No terceiro andar do Edificio, no que outrora foi o vestíbulo do teatro de Francesco (hoje destruído), está a coleção de desenhos e gravuras. Uma das mais importantes do mundo em seu gênero, a coleção contém cerca de 110 mil folhas.

O Edificio também abriga uma importante coleção de autorretratos, iniciada pelo Cardeal Leopoldo de'Medici e aumentada em 1981, por ocasião do 400o. aniversário da Galeria dos Uffizi, com um presente de 20 autorretratos doados por pintores contemporâneos.

No próximo post falaremos um pouco mais sobre as obras expostas na Galeria dos Uffizi. Fique com a gente!



Procurando uma visita guiada na Galeria dos Uffizi? 
Escreva pra gente: contato@noticiasdabota.com

Marcadores

Acampamento no deserto Acordos Internacionais Arezzo Arqueologia Arte Assistencia Bagno Vignoni Bate-Papo com o Leitor Beato Angelico Berlim Brasil Brasileiros no Mundo Brunello Calábria Campanhas Campania Cantinho da Fada Peregrina Capela Sistina Capo Vaticano Cappella Brancacci Caravaggio Caserta Casertavecchia Chianciano Chianti Cinema Consulados Conversa fiada Corredor Vasariano Cortona Curiosidades Dante Datas Comemorativas Desvendando Florença Dicas de Viagem Dirigir na Italia Donatello Educaçao Emilia-Romagna Enogastronomia Enquetes e entrevistas Esporte Estudar na Italia Eventos Ferrari Fez Fiesole Fique de olho Firenze Florença Galeria de arte moderna Ghirlandaio Giacomo Leoparti Giotto Governo Italiano Grandes Pensadores Guia de Turismo Guia Florença Hoteis em Florença Humor Igrejas Imigraçao Inferno Dan Brown Informatica Italia Jubileu Lavoro Le Marche Legislação Italiana Leonardo da Vinci Livros Loreto Lucca Macchiaioli Mae Maranello Marrakech Marrocos Matrimonio Medici Memes Mercadinho de Natal Meus Rabiscos Michelangelo Milão Moda Montalcino Montecatini Montefalco Montepulciano Mugello Mulher Brasileira Multas Museu Davanzati Museu de São Marcos Museus Napoli Natal Nobile de Montepulciano Noticias Outlet Paestum Palazzo Pitti Palazzo Vecchio Palermo Palio Para relaxar Parceiros Patente italiana Permessos vistos e Cidadania Piazza della Signoria Piazzale Michelangelo Pienza Pisa Politicas Prostituiçao Puglia Rafael Sanzio Recanati Receitas Recursos Humanos Reis Magos Roma Sabores da Italia Salvatore Ferragamo San Gimignano San Marino San Quirico San Vivaldo Sandro Botticelli Santa Croce Santos São Francisco São Lorenzo Sardegna Saude Scaperia Sicilia Siena Sobre mim Soltando os bichos Spello TAX FREE Teatro Romano Todi Torre de Pisa Torres Toscana Transporte Trenitalia Tropea Truffa Turismo TV Uffizi Umbria Università Val d'Orcia Valle D' Aosta Vasari Vaticano Veneza Vesuvio Viagem Vida a dois - Vita di coppia Videos Ville Medicee Vinhos Volterra
Noticias da Bota. Imagens de tema por Storman. Tecnologia do Blogger.