sexta-feira, 13 de abril de 2012

Spedale degli Innocenti: arte e historia

Simbolo do Spedale degli Innocenti - Terracota invetriata - Andrea della Robbia
O Spedale degli Innocenti è situado na Piazza Santissima Annunziata em Florença.

Desde do ano de 1294 a Republica Fiorentina decidiu tutelar as crianças abandonadas através da Arte della Seta, também conhecida como Por Santa Maria. Arte della Seta (Arte da Seda) era uma corporação, uma espécie de sindicado patronal dos grandes e ricos comerciantes de seda da antiga Florença. E assim no início do século XV a Arte della Seta resolveu construir um local, que na antiga Florença era conhecido como "spedale" dedicado exclusivamente para acolher as crianças abandonadas. Importante lembrar que o Spedale degli Innocenti foi o primeiro orfanato construído em toda Europa para acolher exclusivamente crianças abandonadas. O nome escolhido para o novo local foi Spedale Santa Maria degli Innocenti - Inocentes e se inspira ao famoso episódio biblíco "Massagre dos Inocentes", quando o Rei Herodes ordenou o massagre de todos os recém nascidos. As crianças do sexo masculino eram acolhidas até completarem 18 anos, enquanto as meninas, por toda a vida ou até o matrimônio.

O porticato e a fachada de Brunelleschi
As obras começaram em 1419 e o arquiteto responsável pelo projeto foi Filippo Brunelleschi, o mesmo que construíu a famosa cupola do Duomo de Florença. Na composição do novo orfanato, Brunelleschi vai muito além da arquitetura até então conhecida na cidade, a arquitetura medieval e pela primeira vez, veio as claras a arquitetura renascentista, que marcará a cidade de Florença até os dias de hoje. A arquitetura de Brunelleschi é simples e austera, feita de módulos quadrados e cubicos com colunas e arcos recuperados da arquitetura clássica, ou seja, romana e grega, daí o nome renascimento: recuperação da arte antiga. A novidade de Brunelleschi è a utilização rigorosa da geometria: a profundidade do portico esterno corresponde a altura das colunas. Já no ano de 1421, foi colocada a primeira coluna do "porticato" da fachada. O grande maestro Brunelleschi seguiu a obra por 08 anos deixando pronto praticamente o primo núcleo do Spedale. 

A obra prosseguiu lentamente devido a problemas financeiros e somente em 1445, mesmo estando incompleto, o Spedale foi inaugurado. No dia 5 de fevereiro de 1445, 15 dias após a inauguração, o Spedale acolheu a primeira criança. Era dia de Sant'Agata e por isso, a primeira criança acolhida no orfanato recebeu o nome de Agata Smeralda. No primeiro ano de vida, o Spadale recebeu mais de 90 crianças.

O que restou da famosa "ruota"
As crianças eram deixadas pelas mães em uma espécie de "pila"" ou seja, uma espécie de uma banheira parecida com as antigas acquasantiera feitas geralmente em pedra e que era colocada em frente das antigas igrejas com água benta para os fiéis. A tal "pila" era colocada no lado externo do Spedale. No ano de 1500 a "pila" foi substituída por uma janela com grades a qual podia passar os recém nascidos. No lado interno da janela, foi construído um presépio, onde a criança orfâ ela colocada, no lugar do Menino Jesus, ao lado da Virgem Maria e de São José e assim, a criança abandonada simbolizava o pequeno Jesus. 

Já nos anos de 1600, a janela foi substituida por uma "ruota" (roda) de pedra no loggiato externo do spedale. As mães desesperadas podiam assim colocarem seus filhos, girar a roda e tocar a campanhia, sem serem vistas. A novela Terra Nostra mostrou exatamente como funcionava a ruota. A rota não existe mais, mas podemos ver exatamente o lugar onde ela foi colocada.

Geralmente as mães deixavam juntamente com seus filhos, cartas, metade de uma moeda, enfim diversos objetos na esperança de um dia poder retornar e através dos objetos deixados, reconhecer e recuperar seus filhos. Infelizmente isso quase não acontecia e ainda hoje podemos ver expostos no museu do Spedale diversos desses objetos. La "Sovrabalia" que era uma das mulheres mais velha do Spedale anotava todas as informações do abandono, na esperança de ter um relatório preciso de cada criança. Todas as informações das crianças fazem parte do arquivo do Spedale e ainda hoje è possivel conhecer as histórias das crianças que alí viveram entre os anos de 1400 e 1500.

Alguns dos objetos deixados pelas mães
 Vida no Spedale:

Em 1448, três anos após a abertura, o Spedale já havia 260 hospedes, no ano de 1560, 1320 hospedes e em 1681 mais de 3.000 hospedes. A maioria das crianças recebiam como sobrenome: Innocenti e è por isso que ainda hoje em Florença, o sobrenome Innocenti è muito comum. Com certeza, um antepassado foi hospede do Spedale. 

Para suprir a necessidade de amamentação das crianças, a Arte della Seta, pagava as mães de leites que eram chamadas de "Balie" . A "Balia" do Spedale degli Innocenti eram mulheres casadas que viviam fora da cidade e que recebiam um pequeno salário em troca de alimentar e cuidar das crianças até que elas completassem 03 anos, idade a qual as crianças retornavam ao Spedale. As crianças podiam ser adotadas, mas o que acontecia frequentemente era o afidamento a algumas familias, até que as crianças completassem 07 anos de idade.

As crianças do sexo masculino eram enviadas as botegas para aprenderem uma profissão e as de sexo feminino geralmente depois que cresciam (raramente se casavam, pois não possuíam dotes) trabalhavam com tecidos de seda na Arte della Seta ou no próprio Spedale.

A alimentação das crianças eram baseadas em carne, verdura, legumes e frutas que eram provenientes dos sitios de propriedade do Spedale.  O alimento de base era o pão que também era produzido pelo Spedale. Importante lembrar que foi aqui no Spedale degli Innocenti que foi feito a primeira amamentação artificial com leite de vaca e que no Spedale eram produzidas as vacinas para toda a Toscana.

Hoje, o Spedale não possui mais a função de orfanato mas hospeda a sede da UNICEF International e colobora com a tutela da infancia. O complexo hospeda ainda o Museo degli Innocenti e duas creches.

Um hospede importante do Spedale degli Innocenti foi o diretor de cinema italiano Franco Zefirelli.

Domenico di Michelino, Madonna degli Innocenti
O quadro nos oferece uma idéia de como as crianças do Spedale eram vestidas. Quando eram bebês usavam uma espécie de faixa, que podemos ver também no simbolo do Spedale na obra de Andrea della Robbia. Até os 07 anos aproximadamente as crianças usavam roupas brancas e as mais velhas usavam roupas mais escuras.
Bernadino Poccetti - Massacre dos Inocentes, 1610
O afresco acima foi feito no antigo refeitório por Bernardino Pocceti que nos anos de 1600 se transferiu no Spedale com a sua esposa e em troca de acomodação decorou o Spedale com alguns afrescos.

Nesse afresco podemos visualizar algumas cenas interessantes:

Na parte esquerda, podemos ver uma mãe que está fugindo do massagre dos inocentes e vai em direção do porticado do Spedale. É como se ela tivesse deixando seu filho a salvo no Spedale.

Na parte interna e central do afresco podemos ver várias pessoas em volta de uma mesa, provavelmente preparando o almoço para as crianças.

Na parte interna superior, podemos ver as crianças em oração e na parte esqueda em uma lição escolar.

Em primeiro plano podemos ver as crianças sendo amamentadas e na extrema direita podemos ver algumas crianças que prestam homenagem ao Duque Cosimo II que visita o Spedale.

Enfim, vale a pena uma visita. É impossivel você visitar o Spedale e não imaginar todas aquelas crianças correndo pelos corredores e pelos patios do edificio. Emocionamente ver os objetos deixados pelas mães desesperadas na esperança de um dia poder recuperar seus filhos. No museu do Spedale podemos admirar diversas obras de arte, obras de Botticelli, Domenico Ghirlandaio e dos della Robbia. Fica aí a dica!

Marcadores

Acampamento no deserto Acordos Internacionais Arezzo Arqueologia Arte Assistencia Bagno Vignoni Bate-Papo com o Leitor Beato Angelico Berlim Brasil Brasileiros no Mundo Brunello Calábria Campanhas Campania Cantinho da Fada Peregrina Capela Sistina Cappella Brancacci Caravaggio Caserta Casertavecchia Chianciano Chianti Cinema Consulados Conversa fiada Corredor Vasariano Cortona Curiosidades Dante Datas Comemorativas Desvendando Florença Dicas de Viagem Dirigir na Italia Donatello Educaçao Enogastronomia Enquetes e entrevistas Esporte Estudar na Italia Eventos Fez Fique de olho Firenze Florença Galeria de arte moderna Ghirlandaio Giotto Governo Italiano Grandes Pensadores Guia de Turismo Guia Florença Hoteis em Florença Humor Igrejas Imigraçao Inferno Dan Brown Informatica Italia Jubileu Lavoro Legislação Italiana Leonardo da Vinci Livros Lucca Macchiaioli Mae Marrakech Marrocos Matrimonio Medici Memes Mercadinho de Natal Meus Rabiscos Michelangelo Milão Moda Montalcino Montecatini Montefalco Montepulciano Mugello Mulher Brasileira Multas Museu Davanzati Museu de São Marcos Museus Napoli Natal Nobile de Montepulciano Noticias Outlet Paestum Palazzo Pitti Palazzo Vecchio Palermo Palio Para relaxar Parceiros Patente italiana Permessos vistos e Cidadania Piazza della Signoria Piazzale Michelangelo Pienza Pisa Politicas Prostituiçao Puglia Rafael Sanzio Receitas Recursos Humanos Reis Magos Roma Sabores da Italia Salvatore Ferragamo San Gimignano San Marino San Quirico San Vivaldo Sandro Botticelli Santa Croce Santos São Francisco São Lorenzo Sardegna Saude Scaperia Sicilia Siena Sobre mim Soltando os bichos TAX FREE Teatro Romano Torre de Pisa Torres Toscana Transporte Trenitalia Truffa Turismo TV Uffizi Umbria Università Val d'Orcia Valle D' Aosta Vasari Vaticano Veneza Vesuvio Viagem Vida a dois - Vita di coppia Videos Ville Medicee Vinhos Volterra
Noticias da Bota. Imagens de tema por Storman. Tecnologia do Blogger.