segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Sardegna: Um paraiso natural e cultural


O verão europeu daqui há pouco termina e então resolvemos tirar uns dias de férias para aproveitar um pouco o finalzinho da estaçãi e não poderíamos ter escolhido um lugar melhor, talvez o lugar mais bonito da Itália para as férias de verão: um paraíso ecológico e cultural chamado Sardegna.
A Sardegna, na língua sarda Sardigna ou Sardinha, é uma ilha e uma região autônoma que faz parte da Republica Italiana. Na verdade, a melhor definição da Sardegna è um paraiso no Centro do Mar Mediterrâneo.



Quando escolhemos a Sardegna, confesso que esperava encontrar praias belissimas e límpidas, mas na verdade, encontrei muito mais do que isso. Fiquei encantada com a cultura sarda, com a população que ainda hoje mantém viva as suas raízes e a sua história e seus costumes. Um povo simples, educado, gentil. Um povo que te olha no rosto e te diz bom dia, boa tarde, coisa que aqui em Firenze eu nunca vi. Aqui as pessoas tem pressa, você mal conhece os seus vizinhos. Na Sardegna não, basta ficar alguns minutos na janela para aproveitar um pouco do fresco, que a vizinha do apartamento de frente de cumprimentar e a gente pode até arriscar um bate papo. Não importa se você é estrangeira ou não. Eu arriscaria a dizer que a Sardegna ainda é um lugar que não foi contaminada pelo continente.

É claro, que no mês de agosto, ela è lotada de turistas italianos e estrangeiros. Tem gente pra todo lado, em algumas praias, - as mais conhecidas como Stintino, você não consegue encontrar um metro quadrado para estender a toalha, estacionamento para o carro então, nem pensar! Mas se você tiver disponibilidade e paciência de procurar, vai encontrar praias belissímas com poucos turistas.


Devagar vou contando um pouco dos lugares por onde passei e das diversas maravilhas que conheci. A emoção de ver pela primeira vez o mar sardo, ainda nas montanhas, onde o mar parece ser um reflexo do céu. Onde você tem a dificuldade de definir a linha do horizonte, pois céu e mar se misturam numa aquarela de diversos tons de azuis.

Uma outra coisa que me chamou muito atenção foi a vegetação sarda. Na maior parte, os montes sardos são coloridos de diversos tons de marrons. A terra é muito seca e as árvores são pequenas e a vegetação è muito rasteira, o que me lembrou muito a nossa caatinga.

O biotipo sardo também é diferente do italiano, digo aqueles italianos que vivem no continente. Não estudei a história sarda e por isso sou leiga no assunto, mas eu arriscaria a dizer que o sardo è um raça diversa. Se reconhece subito, mesmo de boca fechada, um sardo de um italiano do continente.
Ahhh... a cerveja sarda!!!!! Ichnusa se chama.... Me lembrou a nossa velha cerveja brasileira! Bem mais leve do que aquelas que encontramos aqui na Toscana e para minha surpresa e felicidade, ESTUPIDAMENTE GELADA !!!!! E o melhor de tudo, o preço bem mais baixo do que a velha Moretti. Foi a primeira vez que encontrei aqui na Italia uma cerveja geladissima!!! Vou procurar na Coop pra ver se encontro a cerveja sarda!

Não vou nem começar a falar da cozinha sarda senão vocês irão ficar com água na boca, mas o pecorino (uma especie de queijo feito com leite de ovelha) é coisas dos Deuses!!!!

Pra chegar a Sardegna, você poderà ir de barco (pagando um pouco mais, você pode levar o seu carro) ou ir de avião. A Raynair, uma companhia de low cost disponibiliza diversas promoções. Só fiquem atentos com a bagagem, que pode custar mais do que o bilhete da passagem. Caso você opte em ir de avião, è indispensável o alguel de carro. Sem carro, você não vai conseguir desfrutas e conhecer toda a beleza da Ilha.


Meu marido não é muito adepto de ficar estirado na areia todo o dia pegando sol, ele gosta de girar todo o tempo, assim a gente conheceu diversas praias num mesmo dia.

Uma boa dica tambem, procure ir nos meses de Junho, Julho ou setembro, pois você vai pagar a metade do preço. Uma outra dica bem legal, è em vez de ficar em hoteis, é alugar apartamentos. A oferta de apartamento ou casa è muito grande, e com certeza è mais barato do que um hotel.
Aguardem os próximos post sobre a Sardegna!

Marcadores

Acampamento no deserto Acordos Internacionais Arezzo Arqueologia Arte Assistencia Bagno Vignoni Bate-Papo com o Leitor Beato Angelico Berlim Brasil Brasileiros no Mundo Brunello Calábria Campanhas Campania Cantinho da Fada Peregrina Capela Sistina Cappella Brancacci Caravaggio Caserta Casertavecchia Chianciano Chianti Cinema Consulados Conversa fiada Corredor Vasariano Cortona Curiosidades Dante Datas Comemorativas Desvendando Florença Dicas de Viagem Dirigir na Italia Donatello Educaçao Enogastronomia Enquetes e entrevistas Esporte Estudar na Italia Eventos Fez Fique de olho Firenze Florença Galeria de arte moderna Ghirlandaio Giotto Governo Italiano Grandes Pensadores Guia de Turismo Guia Florença Hoteis em Florença Humor Igrejas Imigraçao Inferno Dan Brown Informatica Italia Jubileu Lavoro Legislação Italiana Leonardo da Vinci Livros Lucca Macchiaioli Mae Marrakech Marrocos Matrimonio Medici Memes Mercadinho de Natal Meus Rabiscos Michelangelo Milão Moda Montalcino Montecatini Montefalco Montepulciano Mugello Mulher Brasileira Multas Museu Davanzati Museu de São Marcos Museus Napoli Natal Nobile de Montepulciano Noticias Outlet Paestum Palazzo Pitti Palazzo Vecchio Palermo Palio Para relaxar Parceiros Patente italiana Permessos vistos e Cidadania Piazza della Signoria Piazzale Michelangelo Pienza Pisa Politicas Prostituiçao Puglia Rafael Sanzio Receitas Recursos Humanos Reis Magos Roma Sabores da Italia Salvatore Ferragamo San Gimignano San Marino San Quirico San Vivaldo Sandro Botticelli Santa Croce Santos São Francisco São Lorenzo Sardegna Saude Scaperia Sicilia Siena Sobre mim Soltando os bichos TAX FREE Teatro Romano Torre de Pisa Torres Toscana Transporte Trenitalia Truffa Turismo TV Uffizi Umbria Università Val d'Orcia Valle D' Aosta Vasari Vaticano Veneza Vesuvio Viagem Vida a dois - Vita di coppia Videos Ville Medicee Vinhos Volterra
Noticias da Bota. Imagens de tema por Storman. Tecnologia do Blogger.