segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

A dificil arte de comprar sapatos na Italia

Comprar sapatos pra mim sempre foi uma terapia. Eu simplesmente amo comprar sapatos, ou melhor, amava... Morando aqui na Italia, infelizmente minha terapia se tornou uma dificil jornada, uma verdadeira arte.

Quando eu morava no Brasil, eu tinha milhoes de pares de sapatos... Comprava todos os que consquitavam os meus belos olhos. Mas confesso, que nao usava todos, alguns na verdade, eu nunca cheguei a usar. Usava sempre aqueles mais velhinhos, mais confortaveis, que ja tinham o formato dos meus pes.

Acho que minha paixao de comprar sapatos vem la dos anos primordios da minha infancia. Eramos 03 irmaos, minha mae nao trabalhava e sustentar tres filhos naquela epoca (como è ainda hoje) com um so trabalhando, nao è que seja tanto facil. Nunca me faltou nada, nem a mim e nem aos meus irmaos, mas a prioridade era a nossa educaçao, nao se economizava para comprar livros e cadernos, mas para comprar sapatos a conversa era outra...

Geralmente a gente so comprava um par de sapatos ao ano, principalmente para mim e minha irma, pois os nossos pes nao cresciam muito e pro meu irmao, que o pe crescia como por magica, era mais privilegiado hehehehe Sou tao certa que esse foi o motivo, pois a minha irma, possui a mesma paixao pelos sapatos. Pode ser que esteja enganada, mas acho que comprar sapatos è uma especie de fetiche pra toda mulher.

Depois, quando cresci e comecei a ganhar o meu proprio dinheiro, dei vazao a minha paixao pelos sapatos. Nao me lembro uma unica vez de ter saido da sapataria com um so par de sapatos... comprava no minimo 03 sapatos por vez. Vivemos um grande caso de amor, eu e meus sapatos!

Me lembro que eu tinha uma namorado que percebendo a minha paixao por sapatos acabou se aproveitando disso. Quando a gente brigava ou quando ele sabia que havia feito algo que iria me aborrecer (os homens sempre sabem quando nos aborrecem), me levava ao shopping para comprar sapatos. Sempre funcionava... Quando eu estava em frente a uma vitrine repleta de sapatos (é claro que ele ja sabia minhas lojas favoritas) nada mais importava, eu ficava completamente hipnotizada com aquela visao. Boas lembranças hehehehe!

Quando me mudei pra Italia, nao pude trazer todos os pares de sapatos que eu possuia, trouxe alguns, dei preferencia aqueles mais fechados, os de invernos. E acabei deixando parte do meu coraçao dentro do meu velho armario snif..snif.. snif..

Mas eu nao era tao triste assim, eu estava indo para Italia, o pais que tem a fama de fazer os mais belos sapatos de todo o mundo. Tinha certeza que iria encontrar milhoes de vitrines de sapatos para me enfeitiçar. E na verdade, encontrei... mas encontrei tambem um grande problema: nao existem sapatos aqui com o meu numero, pelo menos aqui em Firenze! Eu tenho o pe muito pequeno, no Brasil eu calço 34 e aqui ainda nao descobri qual o meu verdadeiro numero. Alem de ter o pe pequeno, tenho o pe um pouco gordinho e nao encontro sapato nada que tenha a forma do meu pe. Geralmente ficam grandes e ao mesmo tempo apertados. So tenho facilidade para comprar tenis, assim mesmo na seçao infantil! Sempre tenis rosa....para meninas!

Sapato de verao, desde de que cheguei, nao consegui comprar nenhum, sorte minha que o verao dura pouco e assim consigo me virar com os sapatos que trouxe do Brasil.

De inverno, consigo encontrar alguma coisa, geralmente com um numero muito maior do que o meu, mas como no inverno as vezes è necessario colocar milhoes de meias, um ou outro eu consigo usar.

Comprar botas è um outro problema. Dificil encontrar uma bota que feche na "batata" do meu pe. Nao è que eu tenho a "batata" do pe muito grossa nao, mas acho que o perfil da mulher italiana sao pes grandes e magros e batata do pe fina. Nao consigo me encaixar nesse perfil.

Um outro grande problema dos sapatos italianos invernais è que sao muito pesados. Carioca, nao è acostumado a sapatos que pesam uma tonelada, somos habituados a sapatos leves como uma pluma. E meus pes nao resistem a tanto pesso, eles começam a racharem com os sapatos invernais, nao suportam mesmo...E uma coisa impressionante!

Dos sapatos de inverno que trouxe do Brasil, somente um consigo usar, porque os outros nao suportam o frio que faz nessa terra. E esse pobrezinho, ja esta pedindo pra se aposentar!

Depois de rodar todas as lojas no Centro de Firenze essa semana a procura de um sapato, ontem finalmente encontrei em uma loja dois pares de sapatos - claro que um numero maior do que o meu, mas nada que uma ou duas meis de la nao resolva.

E claro que antes de encontrar os dois sapatos eu experimentei todos os que haviam na loja. E è claro que os dois sapatos que encontrei nao era exatamente o que eu estava procurando, mas enfim, pela primeira vez nessa terra encontrei DOIS sapatos confortaveis e me senti mais abençoada das mulheres. Claro que sai da loja toda suada, pois colocar e tirar diversas botas aqui è algo para artista fazer, è necessario muita arte!

Mas ja estou decidida, a proxima vez que eu for ao Brasil e espero que nao demore muito, vou trazer uma mala so de sapatos!


8 on: "A dificil arte de comprar sapatos na Italia"
  1. Gostei muito, bem humorado o teu relato! Embora pra ti não seja muito legal, ficou lindo contado... Ainda bem que achaste pelo menos 2. Já é alguma coisa! Um beijo e tudo de bom! Uma semana bem legal por aí! chica

    ResponderExcluir
  2. Tente mudar para o n° 36, pois a numeração italiana é diferente, normalmente de um à dois números maior. Quanto à bota, procure uma tipo elastizada ou com fivelas, que regulam. Minha querida sapato italiano invernal pesado?!! então são vagabundos, porque os bons são levinhos, macios e uma luva no pé!!! Vai ver, que com tempo você se familiariza e acaba achando, boa sorte! A Itália è o melhor lugar do mundo, para comprar sapatos de qualidade e conforto.

    ResponderExcluir
  3. Caro Anonimo

    Eu ja tentei o 36...fica grande! Entao eu coloco palmilhas e 02 meias...e assim melhora um pouco!

    O problema è que meu pé è muito pequeno e so encontro modelos infantis hehehehehe

    Eu digo que sao pesados, porque eu nao estava acostumada com sapatos fechados, mas agora estou me acostumando! Dificilmente eu vejo um sapato vagabundo por aqui, sao todos de boa qualidade. Diferentemente do Brasil, que a grande maioria possui a sola de plastico.

    De qualquer forma, obrigada pelas dicas e pela sua participação.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Diz uma lenda que na Italia existem varios artesãos que poderiam fazer um sapato personalizado e que por isso seriam sapatos para toda uma vida.
    No filme A Loja Mágica de brinquedos o Sr. Magorium (Dustin Hoffman) relata que uma vez passou na italia e comprou alguns sapatos (provavelmente todos iguais). E aquele par que ele usava era o ultimo (ja estava furado), portanto estava na hora de partir....
    A lenda é realmente lenda? É muito caro?

    ResponderExcluir
  5. Aka

    Eu ja ouvi falar nesses artesoes, ja vi ate um documentario sobre eles, mas eu ainda nao encontrei nenhum, confessso que tambem nao procurei. Acredito que seja carissimo, tudo que è feito artesanalmente aqui na Italia è caro, mas acredito tambem que devam ser sapatos para toda uma vida.

    Eu ainda nao vi esse filme nao.. boa dica! Vou procurar na locadora!

    Agora a minha dificuldade de comprar sapatos aqui na Italia ja diminuiu um pouco. Ja encontrei uma loja chamada Oliveiro que fica na regiao de Mugello e que vendem sapatos bons e a bom preço. Claro que o tamanho do meu pe dificulta um pouco, porque uso numero quase infantil, mas aprendi a comprar um numero ou dois maior e colocar a palmilha!

    Beijos grande

    ResponderExcluir
  6. sapatos de mal qualidade na italia ...fala serioooooooooo amo sapatos italiano per favore..............

    ResponderExcluir
  7. Acho que eu me expliquei mal! O problema não é o sapato italiano, nem o de boa e nem o de ma qualidade.... o problema é o meu pé, que é muito pequeno (meu numero è 34) e so encontro sapatos infantis! Agora aprendi, compro o numero 37 que fica enorme e coloco uma palmilha!

    ResponderExcluir
  8. Olá, mas qual a loja que você comprou os sapatos? Tô procurando um par de botas para comprar, mas assim como vc, eu achei os daqui pesados. Tô morando em Firenze, acabei de rodar todo centro e não achei nenhuma que me agradasse :(

    ResponderExcluir

Cristiane de Oliveira, brasileira, natural do Rio de Janeiro, mora em Florença
há mais de cinco anos. Apesar de ter o coração verde e amarelo, se apaixonou pela Italia e mais precisamente por Florença a ponto de estudar minusiosamente a história da arte, do povo e da cidade onde vive. Hoje, Cristiane, è guia turística autorizada da cidade de Florença.

- Favor não usar termos ofensivos ou palavras inadequadas;
- Evite o uso desnecessário e excessivo do "Internetês" ou abreviaturas;
- Seja claro e objetivo;
- Leia os comentários antes de postar perguntas repetidas ou já respondidas;
- Procure postar os comentários nas páginas dos respectivos assuntos;
- Elogios são bem-vindos, críticas e sugestões também.

Obrigada pelo seu comentário !

Comentários racistas e ofensivos não serão lidos e nem publicados.

Marcadores

Acampamento no deserto Acordos Internacionais Arezzo Arqueologia Arte Assistencia Bagno Vignoni Bate-Papo com o Leitor Beato Angelico Berlim Brasil Brasileiros no Mundo Brunello Calábria Campanhas Campania Cantinho da Fada Peregrina Capela Sistina Capo Vaticano Cappella Brancacci Caravaggio Caserta Casertavecchia Chianciano Chianti Cinema Consulados Conversa fiada Corredor Vasariano Cortona Curiosidades Dante Datas Comemorativas Desvendando Florença Dicas de Viagem Dirigir na Italia Donatello Educaçao Emilia-Romagna Enogastronomia Enquetes e entrevistas Esporte Estudar na Italia Eventos Ferrari Fez Fiesole Fique de olho Firenze Florença Galeria de arte moderna Ghirlandaio Giacomo Leoparti Giotto Governo Italiano Grandes Pensadores Grutas de Frasassi Guia de Turismo Guia Florença Hoteis em Florença Humor Igrejas Imigraçao Inferno Dan Brown Informatica Italia Jubileu Lavoro Le Marche Legislação Italiana Leonardo da Vinci Livros Loreto Lucca Macchiaioli Mae Maranello Marrakech Marrocos Matrimonio Medici Memes Mercadinho de Natal Meus Rabiscos Michelangelo Milão Moda Montalcino Montecatini Montefalco Montepulciano Mugello Mulher Brasileira Multas Museu Davanzati Museu de São Marcos Museus Napoli Natal Nobile de Montepulciano Noticias Outlet Pádua Paestum Palazzo Pitti Palazzo Vecchio Palermo Palio Para relaxar Parceiros Patente italiana Permessos vistos e Cidadania Piazza della Signoria Piazzale Michelangelo Pienza Pisa Politicas Prostituiçao Puglia Rafael Sanzio Recanati Receitas Recursos Humanos Reis Magos Roma Sabores da Italia Salvatore Ferragamo San Gimignano San Marino San Quirico San Vivaldo Sandro Botticelli Santa Croce Santos São Francisco São Lorenzo Sardegna Saude Scaperia Sicilia Siena Sobre mim Soltando os bichos Spello TAX FREE Teatro Romano Todi Torre de Pisa Torres Toscana Transporte Trenitalia Tropea Truffa Turismo TV Uffizi Umbria Università Val d'Orcia Valle D' Aosta Vasari Vaticano Veneza Vesuvio Viagem Vida a dois - Vita di coppia Videos Ville Medicee Vinhos Volterra
Noticias da Bota. Imagens de tema por Storman. Tecnologia do Blogger.